VOCACIONAL

Está em dúvida sobre qual carreira seguir ou gostaria de confirmar se fez a escolha certa?

Entre os 17 e 18 anos, a maioria das pessoas se depara com um dilema: Que carreira seguir? Qual curso universitário escolher? Humanas ou exatas? Ou quem sabe um curso técnico? Afinal, qual caminho seguir?

A fase é de transição, saindo da adolescência e entrando na fase adulta, as responsabilidades e decisões a serem tomadas aumentam. A escolha da carreira a ser seguida é decisiva, irá determinar os rumos da sua vida nos próximos anos, uma decisão errada poderá comprometer seu tempo e suas expectativas.

Alguns fatores devem ser levados em conta ao escolher uma profissão, como: conhecer a si mesmo, suas próprias habilidades e capacidades, e ainda ter o conhecimento do mercado de trabalho e sobre desenvolvimento da carreira a qual tem interesse.

O Coaching é um ótimo método de Orientação Vocacional, pois conduzirá o jovem nessa fase da vida, levando-o a descobrir o que realmente o interessa, e o que vai atender suas expectativas atuais e futuras, tanto profissionais como pessoais.

Durante o processo, o jovem será levado, através de questionamentos, a descobrir sua missão de vida e seus valores, ao conhecimento e desenvolvimento de capacidades e habilidades. Além de ser estimulado a responder algumas questões como: O que quer para o futuro? Como se vê daqui a 5, 10 anos? Qual estilo de vida quer levar? Quais as expectativas perante o mundo? Qual a importância que quer ter na sociedade?

Durante o Coaching ele entrará em um processo de auto conhecimento, e será levado a descobrir o que realmente interessa, o que desperta sua curiosidade, ou seja, aquilo que lhe dará o prazer de realizar.

O Coaching não é consultoria, pois o profissional Coach não dará respostas ao jovem, na Orientação Vocacional ou Profissional, e sim fará através de perguntas com que o jovem encontre dentro de si respostas para os questionamentos apresentados.

A vantagem da Orientação Vocacional com Coaching é que o jovem entrará em um processo de evolução contínua, e além de estar desenvolvido para se especializar na profissão a qual escolher, ele também terá adquirido técnicas e ferramentas para se desenvolver como profissional ao longo de sua carreira.

A Orientação Vocacional ou Profissional se destina à qualquer pessoa que apresenta dúvidas ou questionamentos significativos quanto à escolha profissional.

- Adolescentes em fase de escolha profissional que estão terminando o ensino médio e buscando a sua inserção profissional, com a escolha de cursos técnicos ou universitários;

- Adultos que queiram repensar suas escolhas e encontrar novas possibilidades de trabalho e de carreira.

- Testes vocacionais são uma ferramenta recorrente entre os jovens que chegam ao final do Ensino Médio sem saber qual carreira seguir. Porém, a variedade de ofertas de testes pode camuflar um fator importante de se levar em conta: testes psicológicos são de uso exclusivo de quem tem formação em psicologia.

- Não dá para confiar em qualquer questionário que se encontra na internet, salvo aqueles que terão a avaliação de um profissional da área. Entretanto, a orientação profissional pode ser feita também por pedagogos ou alguém que tenha alguma especialização no assunto.

- Mais do que indicar a carreira exata que o vestibulando deve seguir, a orientação profissional vai auxiliar a pessoa a ter mais recursos para refletir sobre o que é melhor para o seu futuro. O teste ajuda a mapear habilidades e interesses. A partir disso, a decisão final sobre que curso seguir sempre é do indivíduo.

- Muitas pessoas duvidam dos testes vocacionais, porque creem que ele não trará nenhuma novidade sobre si mesmo. Porém, a psicóloga explica que todo mundo está acostumado às suas próprias características. Às vezes, nem se nota que essa habilidade não é comum às outras pessoas e que, portanto, pode ser útil em uma carreira.

- O estudante tem traços que se distanciam da profissão desejada. Há quem escolha uma área que exige trabalhar em grupo e que, na verdade, não lide bem com socialização. Entretanto, isso não é razão para desistir dos planos iniciais. Só mostra que se deve entrar no curso ciente de que essa característica pessoal pode ser uma dificuldade e que, assim, o aluno deve estar atento ao problema.

Case de Sucesso

Depoimento de uma estudante que passou para medicina na Faculdade São Leopoldo MANDIC - Campinas

Av. D, esquina com Rua 9, nº 419, Ed. Comercial Marista, 4º Andar, Setor Marista, Goiânia - GO
Uncopyright - Todo o conteúdo deste site está no domínio público. Abro mão de quaisquer direitos de uso sobre meu trabalho. Se você quiser usar meu conteúdo, não se preocupe em me escrever pedindo permissão. Aqui está ela: use como quiser, mande para os amigos, imprima e cole por aí, copie no seu blog ou site à vontade. Se puder colocar os créditos e link para o meu site, fico agradecida. Mas não exijo isso. Meu objetivo é transmitir estas mensagens para o maior número de leitores possível, então, estou desapegando – dentre tantas outras coisas – dos meus direitos.